IBGE divulga estimativa populacional e 10 municípios goianos aumentam o FPM

Sexta-Feira, 28 de Agosto de 2020 às 10:02 - Notícia

De acordo com estimativas divulgadas pelo IBGE essa semana a população de Goiás ganhou 1 milhão 109 mil 752 habitantes em um período de dez anos. Portaria com estimativa da população brasileira foi publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (27). Goiás tem uma população de 7 milhões 113 mil e 540 habitantes. O estado é o 12º com maior número de habitantes entre as unidades da federação. De 2019 para 2020, a população de Goiás cresceu em 95 mil habitantes. Em 2019, a população estimada do estado era de 7 milhões 018 mil 354 moradores. Foram contabilizadas vidas nascidas no estado e pessoas que migraram de outras localidades.

De acordo com os novos dados 10 municípios goianos aumentam o seu índice do FPM a partir de 1º de janeiro de 2021. São eles: Caldas Novas passa de 2,8 para 3,0. Chapadão do Céu sobe de 0,6 para 0,8. Crixás o índice cresce de 1,0 para 1,2. Flores de Goiás, de 1,0 para 1,2. Jaraguá o índice de FPM aumenta de 2,0 para 2,2. Jataí de 3,0 para 3,2. Montividiu de 0,8 para 1,0. Posse passa de 1,6 para 1,8. Senador Canedo sobe de 3,2 para 3,4. E Trindade terá elevação do índice do FPM de 3,4 para 3,6.

A Associação Goiana de Municípios (AGM) informa também quanto ao prazo de contestação da estimativa populacional. Os gestores municipais podem encaminhar ao IBGE suas contestações, referentes às estimativas, até o dia 16 de setembro de 2020. O material deve ser formalmente documentado e direcionado ao órgão.

Panorama nacional

O Brasil já tem uma população de 211 milhões 755 mil 692 de pessoas. No ano passado, a população estimada era de 210 milhões.147.125 pessoas. De acordo com a projeção, o país ganhou mais 1,6 milhão de habitantes em relação ao ano passado.

Os estados mais populosos são: São Paulo com 46 milhões 289 mil 333; Minas Gerais: 21 milhões 292 mil 666 e Rio de Janeiro: 17 milhões 366 mil 189 pessoas. Roraima é o estado com a menor estimativa populacional: 631 mil 181.

Segundo a estimativa do IBGE, 1.569 Municípios, ou mais de 28% das cidades do país, tiveram redução de população. Desses, 17 teriam o coeficiente rebaixado, se não fosse a Lei 165/2019. Por outro lado, 126 Entes tiveram acréscimo populacional. O Estado da Bahia tem o maior número de mudanças: 56 Municípios com redução. Já os Estados de São Paulo e Rio Grande do Sul apresentaram aumento de coeficientes em 15 e 14 cidades, respectivamente.

Assessoria de Comunicação da AGM
Fontes: IBGE e CNM