Monte Alegre de Goiás

A origem da colonização de Monte Alegre de Goiás foi a exploração de garimpos de ouro, nos meados do século XVIII.
Em 1769, já existia o arraial do Morro do Chapéu ou Santo Antonio do Morro do Chapéu, quando se edificou a primeira capela em louvor a Santo Antonio.
Nas atividades iniciais de extração de ouro trabalhavam 1800 negros trazidos pelo bandeirantes paulistas. Dessa forma, a população primitiva era predominantemente de garimpeiros e escravos.
O arraial de Santo Antonio do Morro do Chapéu, derivado do Santo padroeiro e o morro onde se localizava, passou a ser sede do Município de Arraias, em 31 de julho de 1852, pela Resolução Provincial nº 12, desconhecendo-se os motivos da transferência.
Mais tarde, pelas Resoluções Provinciais nº 5, de 2 de agosto de 1853 e nº 338, de 31 de julho de 1861, a povoação volta à condição de arraial subordinado a Arraias que restaurou a sede da Vila.
Em 25 de julho de 1876, pela Resolução Provincial nº 565, o arraial de Santo Antonio do Morro do Chapéu foi elevado à categoria de Vila, extinta anos depois e restaurada em 4 de julho de 1906, pela Lei nº 271, desmembrada de Arraias e instalada em 7 de agosto do mesmo ano, com a nova denominação de Chapéu, lembrando apenas o morro vizinho, com a forma de chapéu desabado.


Gentílico: Monte-alegrense

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Paraná, pela lei ou resolução provincial nº 8, de 04-07-1851, no município de Arraias.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Paraná, pela lei ou resolução provincial nº 565, de 25-07-1876, desmembrado de Arraias.
Pelo decreto n° 5, de 05-03-1890, é criado o distrito de Campos Belos e anexado ao município de Arraias.
Elevado novamente à categoria de vila com a denominação Chapéu, pela lei estadual nº 271, de 04-07-1906, desmembrado de Arraias. Constituído de 2 distritos: Chapéu e Campos Belos, ambos desmembrados de Arraias. Instalado em 07-08-1906.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 2 distritos: Chapéu e Campos Belos.
Assim permanecendo em divisão administrativa referente ao ano de 1933..
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1836 e 31-XII-1937, não figurando o município de Chapéu nem o distrito de Campos Belos ambos figurando no município de Arraias.
Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Chapéu, pelo artigo 62, do ato das disposições transitórias de 20-07-1947, desmembrado de Arraias. Sede no antigo distrito de Chapéu. Constituído de 2 distritos: Chapéu e Campos Belos, ambos desmembrados de Arraias. Reinstalado em 12-10-1947.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 2 distritos: Chapéu e Campos Belos.
Pela lei estadual nº 773, de 16-09-1953, o município de Chapéu passou a denominar-se Monte Alegre de Goiás.
Pela lei estadual nº 781, de 01-10-1953, desmembra do município de Monte Alegre de Goiás o distrito de Campos Belos. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alterações Toponímicas Municipais
Paraná para Chapéu alterado, pela lei estadual nº 271, de 04-07-1906.
Chapéu para Monte Alegre de Goiás alterado, pela lei estadual nº 773, de 16-09-1953.

Municípios Goianos