Jesúpolis

As cidades fundadas no Brasil tiveram como origem a mineração, agricultura ou a religião. Jesúpolis se encontra em um desses tipos que teve como ponto de partida a fé. O senhor Cândido Dias dos Santos e sua esposa realizava uma reunião em sua fazenda para festejar o presépio, e mais tarde esse costume passou a se chamar Festa do Menino Jesus.
Com o passar dos anos, o festejo passou a ser muito freqüentado, e sua casa tornou-se pequena para o evento.
O Senhor Cândido Dias alimentava o sonho de construir uma Igreja e próxima a ela um povoado, que seria mais tarde o município de Jesúpolis. O lugar escolhido foi a atual fazenda do Senhor Orias Estevão da Silva, onde foi erguida uma palhoça e ali foi celebrada a primeira missa. Mas, por divergência de idéias, resolveu-se mudar a mesma para mais próximo da fazenda Pouso Alto, de propriedade do Senhor Cândido Dias e ali foi construída a primeira Igreja da região.
A Igreja de Bom Jesus foi construída na entrada da cidade, e foi o marco inicial, para a fundação da atual Jesúpolis. A primeira planta da cidade foi desenhada por Simeão Urbano Dias e Geraldo Gueiroba, (agrimensor da cidade de Jaraguá-GO).
A planta da cidade abrangia cerca de três alqueires, divididas em 120 lotes e mais tarde essa planta foi ampliada para 22 alqueires pelo Dr. Rabelo Fonseca, onde foram traçadas as ruas, praças e avenidas. Essa planta levou sete anos para ser registrada. Como o local era de difícil acesso, pois não havia estradas, isso dificultou o seu desenvolvimento, sendo construída assim apenas uma pequena vila de poucas casas.
O motivo mais forte que levava as pessoas ao povoado, eram as festas promovidas pela igreja, entre elas, a festa do menino Jesus, e um segundo motivo, o futebol, que também faz parte de nossa cultura brasileira.
A fundação de Jesúpolis teve duração de mais ou menos 20 anos sendo de 1948 a 1968. A expansão desse povoado começou com a vinda dos nordestinos que aqui chegaram e montaram suas casas de comércio. Pelos registros os primeiros habitantes foram; Otacílio Custodio, José Quintino, Chico do Anjo, Augusto Sales e José Clemente entre outros.
A data da escolha do nome de Jesúpolis foi no ano de 1949 e se deu através de uma votação, pelas pessoas que participavam da festa do Menino Jesus.
A palavra Jesúpolis significa: Jesus devido à devoção ao menino Jesus e polis significa cidade, assim, Jesúpolis quer dizer cidade de Jesus.
O processo de emancipação de Jesúpolis passou por algumas fases, entre elas, a de distrito do município de São Francisco de Goiás,.
Jesúpolis emancipou-se de São Francisco graças a luta de seu povo e essa, provocou uma mobilização histórica. A luta por emancipação foi encabeçada por: Alfredo Justino de Morais, José Rodrigues Braga Filho, Simeão Urbano Dias, Milton Alves, João Francisco Custódio, Francisco de Castro, Orias Estevão dentre outros. Em 9-12-1990, foi realizado um plebiscito em que o povo manifestou sua vontade de ver Jesúpolis tornar-se um município.
Foi emancipado por força da Lei Estadual no.11.401 de 16 de janeiro de 1991 e a primeira eleição para Prefeito e Vereadores ocorreu em 3 de outubro de 1992, sendo sua instalação em 01 de janeiro de 1993.

 

Gentílico: Jesupolino

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Jesúpolis, pela lei estadual nº 9181, de 14-05-1982, subordinado ao município de São Francisco de Goiás.
Em divisão territorial datada de 18-VIII-1988, o distrito Jesúpolis, figura no município de São Francisco de Goiás.
Elevado à categoria de município com a denominação de Jesúpolis, pela lei estadual nº 11401, de 16-01-1991, desmembrado de São Francisco de Goiás. Sede no antigo distrito de Jesúpolis ex-Povoado. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1993.
Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Municípios Goianos