Israelândia

A origem desta povoação foi a descoberta de jazidas de ouro e diamante no Rio Claro, em 1942, pelo garimpeiro Fernando Martins Marques que ali estabeleceu-se com sua família.
A notícia da existência desses garimpos atraiu garimpeiros e aventureiros de várias regiões, que deram início à formação do povoado, construindo rústicas casas e dedicando­-se, além da mineração à agropecuária.
Progredindo gradativamente, o povoado Monchão do Vaz, derivado do veio de diamante e seus explorador, foi elevado à condição de distrito, pela Lei Municipal nº 54, de 19 de setembro de 1953, com o nome de Monchão do Vaz, integrando o Município de Iporá.
Atingindo franco desenvolvimento, obteve o distrito sua emancipação, pela Lei Estadual nº 2.114, de 14 de novembro de 1958, instalando oficialmente em 1º de janeiro de 1959, com o novo topônimo de Israelândia, em homenagem ao grande batalhador pela sua autonomia: Israel de Amorim.

 

Gentílico: Israelandense

Formação Administrativa 
Distrito criado com a denominação de Monchão do Vaz, pela lei municipal nº 54, de 19/09/1953, subordinado ao município de Iporá.
Em divisão territorial datada de 01/07/1955, o distrito de Monchão do Vaz, figura no município de Iporá.
Elevado à categoria de município com a denominação de Israelândia, pela lei estadual nº 2.114, de 14/11/1958, desmembrado de Iporá. Sede no atual distrito de Israelândia, ex-povoado de Monchão do Vaz. Constituído do distrito sede. Instalado em 01/­01/1959.
Em divisão territorial datada de 01/07/1960, o município de Israelândia é constituído do distrito sede.
Pela lei municipal nº 27, de 05/12/1963, é criado o distrito de Piloândia e anexado ao município de Israelândia. Tendo sido instalado em 03/01/1964.
Pela lei municipal nº 28, de 05/12/1963, é criado o distrito de Messianópolis e anexado ao município de Israelândia. Tendo sido instalado em 04/01/1964.
Em divisão territorial datada de 31/12/1963, o município é constituído de 3 distritos: Israelândia, Messianópolis e Piloândia. Tendo sido inicialmente termo da Comarca de Iporá, a partir de 14/01/1970 tornou-se sede de Comarca.
Pela lei estadual nº 8.852, de 10/06/1980, o distrito de Messianópolis deixa de pertencer ao município de Israelândia para ser anexado ao de Moiporá.
Em divisão territorial datada de 01/01/1979, o município é constituído de 2 distritos: Israelândia e Piloândia.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.
Alteração toponímica:
Monchão do Vaz para Israelândia alterado, pela lei estadual nº 2.114, de 14/11/1958, lei esta de criação do município.

Municípios Goianos