Cavalcante

A primeira incursão no território de Cavalcante ocorreu em 1736 pelo garimpeiro Julião Cavalcante e seus companheiros, que estavam em busca de ouro. A notícia da descoberta de uma imensa mina de ouro à margem do córrego Lava Pés, na serra da Cavalhada, atraiu numerosos garimpeiros, iniciando-se o povoado com o nome de Cavalcante em homenagem ao fundador e colonizador.
Em 1740, foi fundado oficialmente o arraial de Cavalcante, elevado à categoria de freguesia em 1759. Com a decadência do metal precioso no arraial de São Félix, transferiu-se para Cavalcante a casa de fundição de ouro em 1794, sendo extinta em 1806 por tornar-se deficitária.
Com o declínio do ouro, o município passou a se dedicar a atividades como a agricultura e a pecuária. Durante algum tempo, o município foi um dos maiores exportadores de farinha de trigo para os Estados Unidos. O território municipal abrangia quase todo o nordeste goiano, desde o município de Formosa (antigo Arraial dos Couros) até o município de Arraias, em Tocantins.

 

Gentílico: Cavalcantense

 

Formação Administrativa

Elevado à categoria de vila com a denominação de Cavalcante, pelo Decreto de 11-11-1831. Constituído do distrito sede. Instalado em 30-03-1838.
Freguesia criada com a denominação de Cavalcante, pela Lei Provincial n.º 14, de 03-07-1835.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 3 distritos: Cavalcante, Moinho e Nova Roma.
Nos quadros de Apuração do Recenseamento Geral de 01-IX-1920, o município aparece constituído de 4 distritos: Cavalcante, Moinho, Nova Roma e São Domingos do Café.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município aparece constituído de 5 distritos: Cavalcante, Lajes, Nova Roma, São Domingos do Café e Veadeiros. Menos o distrito de Moinho não temos documentos que prove sobre o desaparecimento do distrito.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 557, de 30-03-1938, o distrito de São Domingos do Café passou a denominar-se Cafelândia.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 1.233, de 31-10-1938, o distrito de Lajes foi extinto, sendo seu território a fazer parte do distrito sede do município de Cavalcante.
No quadro fixado para vigorar no período de 1949/1953, o município é constituído de 4 distritos: Cavalcante, Cafelândia, Nova Roma e Veadeiros.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 8.305, de 31-12-1943, o distrito de Cafelândia passou a denominar-se Araí e o distrito de Nova Roma a denominar-se Guataçaba.
No quadro anexo para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Cavalcante, Arai ex-Cafelândia, Guataçaba ex-Nova Roma e Veadeiros.
Pela Lei Municipal n.º 2, de 21-01-1949, transfere sede do distrito de Arai para o povoado de Lajes mantendo esta denominação.
Pela Lei Estadual n.º 355, de 30-11-1949, o distrito de Guataçaba voltou a denominar-se Nova Roma.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 4 distritos: Cavalcante, Lajes ex-Araí, Nova Roma ex-Guataçaba e Veadeiros.
Pela Lei n.º 808, de 12-10-1953, desmembra do município de Cavalcante os distritos de Veadeiros e Nova Roma para formar o novo município de Veadeiros.
Pela Lei Municipal n.º 6, de 20-08-1955, o distrito de Lajes passou a denominar-se Colinas.
No quadro fixado para vigorar no período de 1954-1958, o município é constituído de 2 distritos: Cavalcante e Colinas.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Pela Lei Estadual n.º 7.042, de 26-06-1968, é criado o distrito de Teresina de Goiás e anexado ao município de Cavalcante.
Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 3 distritos: Cavalcante, Colinas e Teresina de Goiás.
Pela Lei Estadual n.º 10.403, de 30-12-1987, desmembra do município de Cavalcante o distrito de Colinas. Elevado à categoria de município com a denominação de Colinas do Sul.
Pela Lei Estadual n.º 10.449, de 14-01-1988, desmembra de Cavalcante o distrito de Teresina de Goiás. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2015.

Municípios Goianos